Ministério Público: Canindé de São Francisco poderá ser o primeiro município sergipano a dispensar serviços da empresa DESO

 

Foto: Companhia de Saneamento de Sergipe (DESO)

Apesar da abundância de água em decorrência da proximidade com o Rio São Francisco, o município de Canindé de São Francisco sofre há décadas com a falta de água. 

O Ministério Público entrou na briga e determinou inspeção em todos os bairro e comunidades no município. Como resultado, após dezenas de visitas, produção de vídeos e relatórios, milhares de pessoas sem o acesso ao mais básico bem de consumo: A água!  

O promotor de justiça, Drº Paulo José está apurando com rigor a deficiência generalizada da empresa DESO e já acena com a possibilidade real de contratação de uma nova empresa para gerir o fornecimento de água em Canindé de São Francisco.  A nova legislação do marco regulatório de saneamento permite a contratação de uma nova empresa pública ou privada.

“A população merece, ou melhor tem o direito de fornecimento regular de água e saneamento. Se a atual empresa não tiver condições de prestar o serviço com qualidade que se contrate outra”, desabafa o Promotor de Justiça,  Drº Paulo José.

Uma audiência emergencial foi designada para está sexta-feira (11) na Promotoria de Justiça de Canindé para sanar imediatamente a falta d'água em algumas regiões.

“O Ministério Público lutará com todas suas forças para garantir que todo canideense tenham água com regularidade, sugerindo inclusive a abertura de licitação para contração de uma nova empresa, conclamamos que todas as autoridades locais se somem a essa causa”, concluiu o Promotor de Justiça.

 

Por Damião Feitosa

Jornalista DRT-0005839/BA

Informações da Promotoria de Justiça do município de Canindé de São Francisco, Sergipe

Google Plus

1 comentários:

  1. Acho ótimo que contratem uma empresa q tenha responsabilidade,moro no assentamento Alto da Bela Vista,do lado do rio,dá pra ver tanta água daqui de onde moro,porém não temos acesso à água canalizada.
    É realmente uma falta de respeito para com os canindeenses q moram na zona rural

    ResponderExcluir