Ministério Público recomenda aos proprietários de estabelecimentos comerciais não essenciais a suspensão imediata das atividades

Foto: Promotor de Justiça Emerson Oliveira Andrade
 Reprodução da Internet

O Ministério Público do Estado de Sergipe, através da Promotoria de Justiça da Comarca de Canindé de São Francisco, considerando a situação excepcional e extraordinária da pandemia gerada pela doença COVID-19, também atingindo o estado de Sergipe; O surgimento de casos da COVID-19 em Canindé de São Francisco nas últimas semanas; Os últimos decretos estadual e municipal, reforçando a necessidade do isolamento social; As limitações clínico-hospitalares para o tratamento da COVID-19 no município e cidades circunvizinhas e considerando a necessidade do cumprimento de medidas de isolamento social, recomenda aos proprietários de estabelecimentos comerciais não essenciais que devem suspender, imediatamente, suas atividades:

“Comunica aos senhores proprietários de estabelecimentos comerciais que devem suspender, imediatamente, suas atividades, ressalvando o funcionamento de supermercados, mercearias, padarias, lojas de alimentos (animal e humano) e frigoríficos, observadas as regras sanitárias de higienização e distanciamento social, bares e restaurantes somente poderão funcionar com o sistema de entrega ‘delivery’”.






Requisitando à Polícia Militar a adoção das medidas necessárias para o efetivo cumprimento dos decretos estaduais referente ao novo coronavírus.

A recomendação foi publicada pelo Promotor de Justiça Emerson Oliveira Andrade, nesta segunda-feira 11 de maio de 2020.


Por Damião Feitosa do Jornal do Sertão
Jornalista DRT 5839/BA




Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário