Nota de Esclarecimento: Vereador Adriano de Bomfim diz que não solicitou filiação ao PT

Foto: Reprodução Redes Sociais do Vereador Adriano de Bomfim

O vereador Adriano de Bomfim (DEM), esclareceu através de uma nota, o comentário de sua solicitação ao Partido dos Trabalhadores (PT). O vereador conversou com nossa equipe e informou que o presidente do PT da cidade de Canindé de São Francisco, Sergipe, Edmilson Balbino Santos Filho, conhecido como Missinho Balbino, faltou com a verdade quando divulgou e publicou um possível pedido de filiação ao Partido dos Trabalhadores.


“Todos sabem do meu caráter e nunca me identifiquei da maneira que o presidente e sua agremiação fazem política em nosso município. A vida me ensinou a não revidar o tapa, quando a briga ainda nem começou. Não devolver a ofensa, quando a única consciência tranquila só pode ser a minha própria consciência, sou vereador do município a seis mandatos que o povo me confiou, então só peço que o presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), me respeite e respeitem o povo de Canindé, que não merece ser enganado com informações inverídicas”, concluiu.

O vereador ainda completou: “A Lei Nº 9.096 trata da mudança de partido, no artigo 20, de forma bem clara: “Perderá o mandato o detentor de cargo eletivo que se desfiliar, sem justa causa, do partido pelo qual foi eleito”. Portanto, só posso mudar de partido a partir do dia 5 de março ao dia 3 de abril, onde ocorre o período da chamada janela partidária, quando os vereadores poderão mudar de partido por justa causa, para concorrerem nas eleições majoritária ou proporcional sem perder o mandato; Dessa maneira, quero esclarecer que como a legislação acima citada não permite a mudança do partido, esclareço que o presidente do Partido dos Trabalhadores está mais uma vez blefando, e como sempre, a sua maneira de fazer política é essa, faltando com a verdade, só peço que Missinho Balbino respeite os munícipes de Canindé”, finalizou.


Por Damião Feitosa do Jornal do Sertão
Jornalista DRT 5839/BA
Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário