1ª Companhia de Infantaria realiza o 11º Acampamento da Saudade na cidade de Paulo Afonso, Bahia

A 1ª Companhia de Infantaria realizou, durante o sábado (20) e domingo (21) de outubro de 2018, a 11ª edição do Acampamento da Saudade na cidade de Paulo Afonso, Bahia. Nesta edição, participaram militares da reserva e membros da sociedade civil. Nossa equipe acompanhou todas as atividades desenvolvidas no Campo de Instrução, na área da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) e a formatura dos participantes.

Conversamos com o Major Kauê Meneses Chagas sobre a realização de mais uma edição do acampamento: “O Acampamento da Saudade é uma atividade bastante importante que cumpre o objetivo de integrar cada vez mais a sociedade civil, aqui representada pelos militares da reserva, com o Exército, com a 1ª Companhia. Os militares da reserva é esse elo entre as Forças Armadas e a sociedade civil. Para nós é muito importante, parabenizamos essa manutenção do espírito militar que eles carregam consigo, têm militares aqui que serviram há mais de 50 anos atrás e carregam ainda esses valores carregados pelo Exército, essa motivação, essa vivacidade. Todos passaram uma jornada exaustiva de atividades militares, por mais tranquila que seja, mesmo com o espírito de confraternização, as atividades militares têm esse desgaste e para nós é muito bom ver essa vibração deles, essa manutenção do espírito militar e nos motiva cada vez mais a trabalhar em prol de um Exército mais forte em benefício de nosso País, de um Brasil mais forte e mais feliz para nossos filhos”, completou.  

Também conversamos com o presidente da Associação dos Guerreiros Antigos (AGA), Adalberon Pereira Vieira: “Hoje, chegamos na 1ª Companhia de Infantaria, do 11º Acampamento da Saudade, estamos todos juntos e unidos, a cada dia que passa a Associação dos Guerreiros Antigos fundada com o apoio do nosso major Kauê, comandante da 1ª Companhia de Infantaria, está mais forte. Graças a Deus o acampamento foi muito bom, muito proveitoso, tivemos um efetivo de 45 guerreiros, onde praticaram algumas atividades militares”, finalizou.

Hugo Gonçalo, vice-presidente da Associação também conversou conosco: “Esse acampamento de 2018, teve um momento muito nobre porque foi o ano que nós mais tivemos civis. Civis estes que não serviram ao Exército Brasileiro, mas que tem na alma, tem no sangue, o espirito de guerreiro e foi de grande valia a participação deles porque houve uma disciplina muito grande, desde as instruções ao treinamento realizado durante esse acampamento”, complementou.

Finalizando, conversamos com o Diretor de Comunicação da AGA, Tauir Wagner: “Tenho como destaque o grande empenho do nosso comandante Major Kauê de Meneses e do Sargento Flávio, que não mediram esforços para a realização do Acampamento da Saudade e de cada guerreiro da ativa a qual demonstrou total atenção para esse dia. A Associação dos Guerreiros Antigos em meu nome Tauir Wagner que sou diretor de comunicação, em nome do presidente Beron, e vice-presidente Hugo, agradece a todos pelo empenho prestado para a realização desta edição do acampamento. Através de ações como essa, que a 1ª Companhia de Infantaria de Paulo Afonso-BA, destaca o respeito por aqueles que construíram a sua história junto a história do Exército Brasileiro. Brasil, Caatinga”, finalizou.


Por Damião Feitosa
Jornalista DRT 0005839/BA


Acompanhe os melhores momentos do 11º Acampamento da Saudade:


































































































Google Plus

1 comentários: