Força-Tarefa de Combate à Covid-19 intensificará fiscalizações neste mês de fevereiro em Sergipe

Foto: Flávia Pacheco | Ascom Governo de Sergipe

Em coletiva de imprensa realizada no final da manhã desta sexta-feira, 5, no Palácio dos Despachos, a Força-Tarefa de Combate à Covid-19 anunciou as medidas que serão aplicadas neste mês de fevereiro, particularmente durante o período carnavalesco, para impedir maior propagação do vírus. Entre as medidas anunciadas estão operações de fiscalização que serão realizadas com o objetivo de fazer cumprir o decreto governamental que homologa resolução do Comitê Técnico-Científico.

A secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, enfatizou na coletiva que as medidas restritivas que estão sendo adotadas neste período refletem a preocupação e o zelo do governo do Estado com as famílias sergipanas. Ela lembrou que o Carnaval do ano passado pode ter sido um fator que desencadeou a proliferação do vírus. “O decreto é editado em momento oportuno pensando no cenário que a gente está agora, que é de estabilidade, mas que pode sofrer alteração indesejada. Para evitar que isso ocorra, estas restrições surgem como medidas de contenção para que possamos conter a transmissão”, explicou.

Composta pelas Vigilâncias Sanitárias Estadual e Municipal, Procon, Defesa Civil (Estadual e Municipal), além da Guarda Municipal, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, a Força-Tarefa tem a missão de combater as aglomerações e o poder de promover a dispersão em casos de flagrante desrespeito ao decreto governamental. De acordo com o documento, está proibida a realização em todo Estado, no período de 11 a 21 deste mês, de festas carnavalescas, a exemplo de blocos, prévias carnavalescas, apresentações musicais e shows, de caráter público ou privado.

O litoral sergipano, historicamente efervescente no período momesco, será intensamente fiscalizado pela força-tarefa, bem como as regiões do Estado que têm tradição na realização do Carnaval, como informou durante a coletiva o coordenador de Operações do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel Fábio, salientando que toda a estrutura do órgão estará disponibilizada para esta atividade.

O Procurador-Geral do Estado, Vinícius Thiago Soares Oliveira, salientou que nenhuma autorização será concedida para a realização de festas no período de 11 a 21 deste mês. “Não adianta camuflar eventos que gerem aglomerações dizendo que é festa de família. Teremos fiscalizações rigorosas e quem infringir o decreto governamental será punido. As medidas que estamos adotando é para salvar vidas e preservar a rede hospital da superlotação, principalmente dos leitos de UTI”, atestou.

“A Secretaria de Saúde de Aracaju trabalha em parceria com a saúde do estado para garantir cumprimento de protocolos de segurança. Nossas equipes realizam fiscalizações diárias em escolas, estabelecimentos comerciais, bares e restaurantes com objetivo de orientar e notificar aqueles que desrespeitem os protocolos. É importante que todos façam sua parte e que a sociedade também esteja vigilante. Denúncias podem ser registradas no 0800 729 3534”, disse a gerente de ações estratégicas da Vigilância Sanitária de Aracaju, Jackelene Andrade.

Participaram da coletiva de imprensa a Secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa; o Procurador-Geral do Estado, Vinícius Thiago Soares Oliveira; o coordenador de Operações do Corpo de Bombeiros, tenente-coronel Fábio; a gerente de ações estratégicas da Vigilância Sanitária de Aracaju, Jackelene Andrade; e a diretora do Procon estadual, Tereza Raquel Martins.

 

Informações da Ascom do Governo do Estado de Sergipe

Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário