Coronavírus: Ministério Público recomenda suspensão das atividades do Complexo Turístico de Xingó e do Restaurante Karrancas por 15 dias

Foto: Arquivo do Site Jornal do Sertão | Marcos Alves

Nesta terça-feira, 17 de março de 2020, o Ministério Público do Estado de Sergipe, através da Promotoria de Justiça do município de Canindé de São Francisco, região do Sertão, recomendou a suspensão das atividades do Complexo Turístico de Xingó e do Restaurante Karrancas por 15 dias.

O Promotor de Justiça, Drº Emerson Oliveira Andrade, considerou o decreto de situação de emergência na saúde pública publicado pelo Governo do Estado de Sergipe, em razão da pandemia causada pela doença COVID-19, provocada pelo coronavírus, como medida preventiva é necessário que seja evitada a aglomeração de 100 pessoas em ambientes abertos e o grande fluxo de turistas no Complexo Turístico de Xingó, especialmente com pessoas vindo de outros estados.






O Ministério Público recomendou que o Complexo Turístico de Xingó e o Restaurante Karrancas suspendam suas atividades, especialmente o passeio aos cânios do Rio São Francisco, por 15 dias, a partir desta quarta-feira (18), atendendo também a recomendação do Governo do Estado nesse mesmo sentido.


Por Damião Feitosa do Jornal do Sertão
Jornalista DRT 5839/BA
Google Plus

0 comentários:

Postar um comentário